sexta-feira, 16 de março de 2012

No dia da poesia...
(15/03/12)

Ah, mas que triste se fez o meu dia
De bons momentos, sem inspiração,
Mas dor alimenta a poesia,
Já cantou poetinha em canção.

Mas neste momento, eu só queria
Beijo que aplacasse solidão,
Já não sei o que me acalmaria
Protagonista de amor em vão.

Mas seguir, parece ser minha sina,
Um moço que vive mil aventuras,
Só que ao amor bem não se destina...

Ah, perde-se, em qualquer fria esquina,
Porque cuidar do mundo, suas agruras,
Amarração? Não lhe cai, não combina
Por Rodrigo Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário